Nossa História

Com sede na Rua Aleixo Netto, na Praia do Canto, a Caju Produções surgiu em 2001, fundada pela empresária Tânia Silva, produtora cultural com carreira iniciada em 1985 ainda como pessoa física. Criou, produziu e co-produziu vários eventos culturais no Brasil e no exterior, principalmente voltados para área da música. Ainda antes da Caju, a empresária atuou na programação artística do Circo Voador, do All Bar na Lagoa e Teatro Rival (RJ) e na produção executiva dos CD’s das aristas Denise Reis, Carlos Bernardo e Kátia Rocha.

O nome “Caju” surgiu de uma homenagem ao cantor e compositor Cazuza, já que Tânia Silva foi responsável pelo seu primeiro show em Vitória no ano de 1985.

De 1989 a 1995 Tania foi produtora do cantor Flávio Venturini, percorrendo o país neste período, atuando também na organização do Rio Show Festival e SP Show Festival em duas edições com os artistas Tom Jobim, Família Caymmi, Rita Lee, Gal Costa, Gilberto Gil, entre outros.

De 1998 a 2003 foi produtora e secretaria de Milton Nascimento percorrendo o Brasil e o exterior.

Já com a Caju Produções em atividade, Tânia coordenou a Produção do palco 1, na festa de Ano Novo da Praia de Copacabana – RJ em 2004 e nos anos seguintes coproduziu o Festival de Música Brasileira na Espanha com os artistas Bossacucanova, Menescal, Cris Delano, Joyce, Kátia Rocha, Ed Motta, Quarteto em Cy, Gal Costa, Teresa Cristina dentre outros. Neste mesmo período, até 2007, atuou na produção executiva local (Vitória, ES) para o evento Tim Festival – ES e consultoria de produção cultural do SESI/FINDES para o projeto “Luzes e Aplausos”.

A Caju Produções também foi responsável por eventos como o Show de Sandy e Junior na Praça do Papa – ES (2000), Ana Carolina e Cássia Eller (2001), Milton Nascimento (2003) e produção local de Elisa Lucinda para apresentações no Teatro Carlos Gomes, Zanzibar, Teatro Municipal de Vila Velha, Teatro da UFES, Teatro do Sesi – ES (2005).

Durante os anos 2000 Arcelor Mittal Tubarão, Sebrae, Prefeitura Municipal de Vitória e Secretaria da Cultura do Governo do Espírito Santo foram alguns dos principais clientes da Caju, possibilitando a realização de eventos como o Seis e Meia no Theatro Carlos Gomes – ES com artistas com apresentações como Moska e Kátia Rocha, Toninho Horta e Chico Lessa, Wander Lee e Amaro Lima, Boca Livre e Grupo Vozzes, Gilson Peranzetta e Afonso Abreu Trio, Luciana Rabelo e H2O, Kleiton e Kledir e Marcela Lobbo, Roberto Menescal e Tamy, Tereza Cristina e Cyara.

A Caju Produções foi responsável pela produção local (Vitória, ES) do “Premio da Musica Brasileira” edições 2011/2012/ 2013 e 2014 e edições do projeto “A Musica que Gostamos de Ouvir” com  João Bosco, Wagner Tiso, Jane Duboc, Ze Renato, Joyce, Victor Biglione, Emilio Santiago e João Donato.

Nos anos seguintes, a Caju Produções atua na produção de eventos como o Festival Manguinhos Jazz e Blues edição 2012, Projeto Musica no Parque – 4 edições – Vale 2013.

Em 2014, o produtor Léo Alves torna-se sócio da empresa, que amplia sua área de abrangência, com projetos ligados ao audiovisual e ações sociais e ambientais dentre eles o FECIN o Festival de TV e Cinema do Interior, Espírito Santo e o Cine.Ema – Festival de Cinema Ambiental e Sustentável do Espírito Santo, realizado em Burarama e inspirado na Pedra da Ema.

Ações como “Bistrô Cultural”, Cineclube “CinEstação”, “Espírito São” e “Trilha nos trilhos” são criações próprias da Caju em meados de 2014/2015 coordenadas pelos seus sócios. São criados eventos ainda em processo de incubação e captação de recursos como “Rota Instrumental”, o Festival de Música Instrumental da Rota Imperial.