Caparaó recebe 3ª edição do Projeto Escola de Compositores

Alunos de duas escolas públicas municipais participam das oficinas de composição musical

Teve início nesta terça-feira (16) no Caparaó Capixaba a 3ª edição do projeto Escola de compositores. Alunos de duas escolas da região terão a oportunidade de conhecer a história de compositores e músicos capixabas e experimentar possibilidade de escrita a partir da música

As oficinas serão realizadas em sete dias e acontecem na escola Alan Kardec, no distrito de Patrimônio da Penha, e na escola Juvenal Nolasco em Divino de São Lourenço. As atividades acontecem em horários alternados as aulas regulares.  A ação pretende resultar no aumento da autoestima, autoconhecimento e desenvolvimento da capacidade crítica e criativa. Ao final das oficinas, os adolescentes gravaram suas composições musicais.

O projeto “Escola de Compositores” é uma realização da Caju produções em parceria com a produtora, Mariana Sathler, com recursos do Funcultura e da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo – Secult.

 

Escola de compositores

O projeto pretende realizar oficinas de composição em escolas públicas do Espírito Santo, em especial em cidades de onde grande parte de nossos artistas são originários, incentivando, também, que estes estudantes conheçam e passem a respeitar/admirar os artistas que surgiram de sua localidade, entendendo-a como potencial.

O processo metodológico deste projeto se inspira na experiência realizada na Escola Estadual JK (MG) por um grupo de estagiários da disciplina Prática de Ensino do Curso de Música da UFU (Universidade Federal de Uberlândia) que resultou em composições de crianças de 08 a 14 anos.

 

Da câmera ao binóculo: jovens aprendem técnicas de cinema e observação de aves

O fotógrafo de natureza Léo Merçon irá ministrar a oficina de Observação de Aves. Foto: Joarley Rodrigues

Oficinas fazem parte da programação do festival Cine.Ema Itinerante, que acontece de 17 a 22 de setembro em reserva ambiental de Vargem Alta (ES)

Muito se fala na necessidade da preservação do meio ambiente e a educação ambiental é fator determinante para que as pessoas conheçam a fundo os riscos e as proporções do mau uso dos recursos ambientais. Para incentivar que crianças e jovens despertem o interesse por essas questões, além da programação de filmes e shows o Cine.Ema Itinerante – Festival de Cinema Ambiental do Espírito Santo traz atividades de observação de aves e produção de vídeos dentro da floresta. O festival acontece entre os dias 17 e 22 de setembro, na Reserva Ambiental Águia Branca, em Vargem Alta (ES).

As oficinas são os pilares educativos do Cine.Ema. Estudantes de escolas públicas da região terão a oportunidade de contato com criação de conteúdo criativo, refletindo sobre a própria consciência de preservação ambiental.

A prática de observação de aves será ministrada pelos fotógrafos de natureza Léo Merçon e Felipe Ventura. É voltada para crianças e compreende em incursões de observação de espécies de passarinhos na mata. O objetivo é conhecer as espécies, catalogá-las e fotografá-las, sempre respeitando o meio ambiente. “Os participantes se envolvem ao terem contato direto com a natureza e levam para a vida valores como a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente”, declara Léo Merçon.

Ilka Westermeyer vai ministrar oficina de cinema e vídeo

Já a oficina de cinema e vídeo ambiental será realizada pela cineasta alemã Ilka Westermeyer com a finalidade de capacitar e proporcionar experiências de jovens no cinema, resultando em um micro-documentário sobre algum tema de recorte ambiental da região. “É uma grande oportunidade para o desenvolvimento de talentos. As crianças começam fazendo isso como hobby, e depois podem até seguir uma profissão nessa área”, afirma Merçon.

O Cine.Ema Itinerante em Vargem Alta tem o apoio da Prefeitura Municipal de Vargem Alta e da Reserva Ambiental Águia Branca, com o patrocínio do Grupo Águia Branca. O evento é uma realização da Caju Produções, Instituto Últimos Refúgios e Ministério da Cultura através da Lei de Incentivo à Cultura.

Ver e fazer cinema na mata

Reserva Ambiental Águia Branca vai receber o Cine.Ema

Pela primeira vez fora de casa, o Cine.Ema – Festival de Cinema Ambiental do Espírito Santo, realizado há quatro edições em Burarama (ES), apresenta agora uma experiência audiovisual inédita dentro da mata, na Reserva Ambiental Águia Branca, em Vargem Alta (ES), uma área preservada de 2225 hectares entre os parques de Forno Grande e da Pedra Azul.

Inspirado na Pedra da Ema, ícone paisagístico e natural do Espírito Santo, o Cine.Ema é um projeto cultural de ampliação da consciência ambiental através do cinema. A programação traz filmes de ficção, animação e documentário com foco no meio ambiente, além de música, oficinas e outras atividades.

Serviço
Cine.Ema Itinerante – Festival de Cinema Ambiental do Espírito Santo
Data: 17 a 22/9
Atrações: mostras de filmes, oficinas e shows com “No Seu Abracinho” e grupo “Moxuara”
Local: Reserva Ambiental Águia Branca, Vargem Alta. Rodovia ES 164, Km 303, próximo ao Hotel Monte Verde Golf & Resort
Entrada gratuita

Mais informações pelas redes sociais:
Link do evento: www.facebook.com/events/218354052207547/
Link da página Cine.Ema: www.facebook.com/ema.cine
Instagram do Cine.Ema: www.instagram.com/cine.emafestival

Inscrições abertas para oficinas de atuação, cinema e novas mídias do projeto Pinta & Borda

Atividades são gratuitas e antecedem o Festival de TV e Cinema do Interior – Fecin

Estão abertas as inscrições para oficinas do projeto Pinta & Borda. São 10 vagas para a oficina de teatro para iniciantes com a atriz Cláudia Puget, que acontece de 21 a 27 de agosto, no teatro Neném Paiva. E 10 vagas para a oficina de cinema e novas mídias, com a cineasta alemã Ilka Westermeyer, que será realizada de 4 a 8 de setembro, no cineclube CinEstação.

Na oficina de teatro o aluno terá a oportunidade de ter contato com fundamentos de interpretação, construção corporal de personagem, ritmo, jogo cênico, entre outras técnicas. A oficina de cinema e novas mídias conta com conceitos teóricos de audiovisual, edição e filmagem. O resultado será apresentado no Festival de TV e cinema do Interior, que acontece nos dias 8 e 9 de setembro.

Inspirada no conceito de “Cinema de Bordas” criado pela escritora e pesquisadora capixaba Bernadete Lyra, o projeto “Pinta & Borda” propõe a realização da 1ª Mostra Trans de Cinema de Gênero no interior do Espírito Santo, em uma programação com exibição de obras audiovisuais e oficinas de teatro e cinema para jovens e adolescentes de Muqui (ES). A mostra acontece na antiga Estação Ferroviária dentro do CinEstação, na programação da 6ª edição do Festival de Cinema de Muqui, o Fecin.

O projeto é uma realização de Léo Alves, com produção da Caju Produções e tem apoio do Funcultura, da Secretaria de Estado da Cultura, Secult (ES).

Formulário para inscrição:

Oficina de teatro: https://goo.gl/forms/CWL502e9Ce6193bC2

Oficina de cinema e novas mídias: https://goo.gl/forms/p0Nu32dIjM3zTeOz1

 

Estrutura das oficinas:

Teatro para iniciantes, com Cláudia Puget

De 21 a 27 de agosto

Das 18 às 20h

Local: Teatro Neném Paiva

Pinta&borda__post 2 oficina de tetatro (1)

Objetivos:

– Propiciar aos alunos o contato com fundamentos técnicos da interpretação;

– Desenvolver atividades práticas visando que cada participante compreenda itens básicos da estruturação de uma cena teatral pelo enfoque da interpretação;

– Possibilitar que cada aluno compreenda como se pode estruturar o personagem teatral;

Possui uma abordagem básica do método de interpretação a partir da improvisação. É realizada por meio de jogos e exercícios que visam trabalhar: a sensibilização, a desinibição, afetividade, equilíbrio, auto-identidade, auto-expressão, espírito de grupo e expressão de grupo. São fornecidos elementos técnicos que possibilitam aos alunos realizarem improvisações de cenas de teatro, na Oficina e em trabalhos posteriores;

Outras abordagens utilizadas no conteúdo programático:

– Ritmo; Interpretação do texto; Jogo cênico; Concepção, utilização, articulação dos elementos cenográficos; Construção corporal do personagem;

oficina de cinema_post 3 oficina de cineaOficina de cinema e novas mídias

De 04 a 08 de setembro

16h às 18h

10 vagas

Público alvo: jovens de 14-20 anos

Local: Cineclube CinEstação

Com Ilka Westermeyer

 

 Sugestão de conteúdo:

MÓDULO 1 – O AUDIOVISUAL E AS NOVAS MÍDIAS

O AUDIOVISUAL E SUAS MÍDIAS

-> Apresentação: Relevância e Estrutura da oficina;

-> Introdução a Linguagem Audiovisual;

-> Possibilidades: cinema, publicidade, vídeo clipe, vídeo aula, web vídeo e web série.

AS MÚLTIPLAS TELAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

-> Janelas: Salas de cinema, Museus, Galerias, Outdoor e Intervenções em espaço público;

-> O registro e a exposição do outro;

-> Internet: Consumo, Canais e plataformas.

MÓDULO 2: CONTEXTUALIZAÇÃO E PRÁTICA AUDIOVISUAL

PLANEJANDO UMA IDEIA

-> do roteiro à produção.

EXERCÍCIOS PRÁTICOS I

-> elaboração de roteiros e pré-produção.

A CONSTRUÇÃO DA IMAGEM E DO SOM

-> imagem: o olhar, a composição, a luz, a câmera;

-> som: seu comportamento, o processo de captação e a escolha das músicas

EXERCÍCIOS PRÁTICOS II

-> decupagens e gravação.

NASCENDO E CRIANDO IDENTIDADE

-> edição, mixagem, finalização e distribuição.

EXERCÍCIOS PRÁTICOS III

-> editando, sonorizando, exportando, distribuindo e exibindo.

Memória de Muqui é revelada através de antigos rolos de cinema

Fatos da cidade são descobertos com a digitalização de acervo inédito de uma família tradicional do município.

Cineclube CineEstação
Cineclube CineEstação

Antigos rolos de cinema guardados por uma família de Muqui serão revelados e farão parte de um projeto social e cultural de cinema realizado pelo cineclube CinEstação. Jovens e adolescentes do município poderão conhecer e ter acesso ao cinema de arquivo, com imagens inéditas da cidade como fatos históricos e momentos pessoais da família Vieira de Mendonça.

A partir desta sexta-feira (28), os jovens terão contato direto com o material em oficinas de edição e finalização, e também experimentações de filmagem em uma câmera super-8.

As  atividade, ministradas pelo cineasta Lucas Bonini (ES), acontecem nos dias 28, 29 e 30 de julho e 18, 19 e 20 de agosto de 2017. E os filmes produzidos serão projetados em uma Mostra “Super-8”, no dia 09 de setembro durante o Festival de TV e Cinema do Interior do Espírito Santo/Muqui – Fecin.

O conteúdo audiovisual cedido pela família Vieira Mendonça  revela momentos importantes do município nas décadas de 70 e 80, como os tradicionais desfiles da cidade, o carnaval folclórico tradicional de Boi Pintadinhos, entre outros. Ao longo da oficina, a proposta é produzir um documentário com as imagens digitalizadas e, ao mesmo tempo, incluir novas imagens captadas pelos jovens participantes, mesclando imagens atuais em experimentações no diálogo entre poesia & patrimônio, com entrevistas atuais com quem viveu a época.

O objetivo da oficina é desenvolver e promover atividades culturais envolvendo grupos e coletivos juvenis de Muqui, aproximando o jovem com a prática do cinema (tão evidenciada em Muqui nos últimos anos) e exaltar as belezas históricas e cenográficas do município a partir de novos olhares da juventude local, formando, assim, jovens capazes de reconhecer a importância da cidade e seu processo criativo.

As ações ainda pretendem aproximar a ação audiovisual de Muqui com o conceito da economia criativa, tornando a antiga Estação Ferroviária em um espaço de fruição de conhecimento para a comunidade, atuando, sobretudo, na formação de público.

O objetivo do cineclube é realizar projeções audiovisuais e  atividades de formação. A intenção é continuar ocupando este espaço de forma dinâmica, proporcionando acesso de forma plural e gratuita.

Logo_Cineclube

O Cineclube CinEstação é uma iniciativa do Coletivo CinEstação com produção da Caju Produções e apoio da Prefeitura de Muqui e do Funcultura, Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo – Secult (ES).

Contato:

Sullivan Silva

(27) 3026 0051

contato@cajuproducoes.art.br

www.cajuproducoes.art.br

PROGRAMAÇÃO DA OFICINA

28 de julho

sexta-feira

17h-20h

Apresentação Super 8 (métodos, estilos, história)

Métodos de roteiro em documentário (apresentação de exemplos e referências)

Métodos de edição (atividade práticas e teóricas)

29 de julho

Sábado

9h-12h

– Divisão dos participantes em 02 grupos de trabalho.

– Início das atividades de edição

– A sugestão é que seja de aprox. 10minutos.

14h-18h

– Cada grupo desenvolverá um roteiro de filmagem em Super 8 pelas ruas de Muqui. Essas imagens vão complementar o mini-documentário.

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira

30 de julho

Domingo

9h-12h

– Filmagem em Super-8 pelas ruas de Muqui.

14h-18h

– Filmagem em Super-8 pelas ruas de Muqui.

– Gravação de Off (narração) dos participantes se for o caso.

Intervalo de uma semana (ou mais) para digitalização das imagens feitas pelos participantes da oficina.

18 de agosto

sexta-feira

17h-20h

– Apresentação das imagens captadas pelos participantes

– Debate e reflexão sobre a imagens realizadas.

19 de agosto

sábado

9h-12h e 14h-18h

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas.

20 de agosto

Domingo

9h-12h

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas.

14h-18h

– Finalização dos mini-documentários.

– Apresentação dos filmes em conjunto e debate de avaliação (com o projetor Super 8).

Super 8 é tema de oficina com jovens no Sítio Histórico de Muqui (ES)

Super 8

As atividades são oferecidas gratuitamente pelo cineclube CinEstação,na Antiga Estação Ferroviária de Muqui

Estão abertas até o dia 20 de julho as inscrições para as oficinas de Super 8 e outras técnicas cinematográficas oferecidas gratuitamente pelo cineclube CinEstação em Muqui. Podem participar jovens a partir de 14 anos residentes ou não no município. As oficinas possuem vagas limitadas e serão realizadas em dois finais de semana abordando métodos de roteiro, com etapa de gravação, edição e finalização em Super 8. A previsão é que a atividade, ministradas pelo cineasta Lucas Bonini (ES), aconteçam nos dias 28, 29 e 30 de julho e 18, 19 e 20 de agosto de 2017, resultando documentários produzidos pelos participantes compondo a Mostra de Cinema de Super 8, marcada para o dia 09 de setembro no FECIN, o Festival de TV e Cinema do Interior do Espírito Santo/Muqui. Inscrições podem ser feitas no e-mail: contato@cajuproducoes.art.br

O objetivo a oficina é desenvolver e promover atividades culturais envolvendo grupos e coletivos juvenis de Muqui,aproximando o jovem com a prática do cinema (tão evidenciada em Muqui nos últimos anos) e exaltar as belezas históricas e cenográficas do município a partir de novos olhares da juventude local, formando, assim, jovens capazes de reconhecer a importância da cidade e seu processo criativo.

As ações ainda pretendem aproximar a ação audiovisual de Muqui com o conceito da economia criativa, tornando a Antiga Estação Ferroviária em um espaço de fruição de conhecimento para a comunidade, atuando, sobretudo, na formação de público.

Cineclube CineEstação
Cineclube CineEstação

O “CinEstação” é um cineclube mantido por moradores de Muqui, realizadores e produtores culturais na Antiga Estação Ferroviária de Muqui. “CinEstação” lembra a palavra “sinestesia”, que dialoga diretamente com a proposta, uma vez que ele busca valorizar a relação do cinema com o patrimônio histórico da cidade. O objetivo principal da ação é manter o cineclube no auditório interno da antiga estação, realizando atividades de formação e difusão audiovisual. A intenção é continuar ocupando este espaço de forma dinâmica, proporcionando acesso de forma plural.

O Cineclube CinEstação é uma iniciativa do Coletivo CinEstação com produção da Caju Produções e apoio da Prefeitura de Muqui e do Funcultura, Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo- Secult (ES).

PROGRAMAÇÃO DA OFICINA

28 de julho

sexta-feira

17h-20h

Apresentação Super 8 (métodos, estilos, história)

Apresentação das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira.

Métodos de roteiro em documentário (apresentação de exemplos e referências)

Métodos de edição (atividade práticas e teóricas)

 

29 de julho

Sábado

9h-12h

– Divisão dos participantes em 02 grupos de trabalho.

– Início das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira (cada grupo fica com as imagens de 01 rolo e eles precisarão editar/finalizar um mini documentário. – A sugestão é que seja de aprox. 10minutos.

14h-18h

– Cada grupo desenvolverá um roteiro de filmagem em Super 8 pelas ruas de Muqui. Essas imagens vão complementar o mini-documentário.

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira

 

30 de julho

Domingo

9h-12h

– Filmagem em Super-8 pelas ruas de Muqui.

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira

14h-18h

– Filmagem em Super-8 pelas ruas de Muqui.

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira

– Gravação de Off (narração) dos participantes se for o caso.

Intervalo de uma semana (ou mais) para digitalização das imagens feitas pelos participantes da oficina.

 

18 de agosto

sexta-feira

17h-20h

– Apresentação das imagens captadas pelos participantes

– Debate e reflexão sobre a imagens realizadas.

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira e das imagens captadas pelos participantes.

 

19 de agosto

sábado

9h-12h e 14h-18h

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira e das imagens captadas pelos participantes.

 

20 de agosto

Domingo

9h-12h

– Continuação das atividades de edição das imagens digitalizadas dos 02 rolos da Família Vieira e das imagens captadas pelos participantes.

14h-18h

– Finalização dos mini-documentários.

– Apresentação dos filmes em conjunto e debate de avaliação (com o projetor Super 8).

Contato:

Sullivan Silva

(27) 3026 0051

contato@cajuproducoes.art.br

www.cajuproducoes.art.br

CinEstação inaugura atividades audiovisuais de 2017

Comp Cinestacao_capa facebook_capa facebook

A Mostra do Filme Livre e oficinas de cinema são algumas das atrações confirmadas

Oficinas e mostras de cinema vão marcar o início das atividades do Cineclube CinEstação em Muqui (ES). A programação começa nos dias 28, 29 e 30 de julho com a realização de uma oficina de Super 8 e outras técnicas cinematográficas destinadas a jovens da cidade e a Mostra do Filme Livre realizada em parceria com o projeto “Cineclubes Livres” considerada a maior ação em rede de cineclubes do Brasil levando filmes livres para diversas cidades de todas as regiões do país!

A Mostra do Filme Livre acontece no dia 29 de julho, sábado, com sessões de cinema gratuitas. Pela manhã, às 9h, acontece a Mostra Curtas Livres e as 19h30 com a Sessão de Longa Metragem seguida de música e comidinhas oferecidas por produtores locais no entorno da Antiga Estação Ferroviária.

34024810895_c60f7ddca0_o

Foto do filme Vando Vulgo Vedita

33926686081_24a3a60a9d_o

“Não me fale sobre recomeços” é o longa confirmado na programação

O Cineclube CinEstação é uma iniciativa do Coletivo CinEstação com produção da Caju Produções e apoio da Prefeitura de Muqui e do Funcultura, Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo- Secult (ES).

Contato:

Sullivan Silva

(27) 3026 0051

contato@cajuproducoes.art.br

www.cajuproducoes.art.br

 

PROGRAMAÇÃO:

 

CINEMA NA RODOVIÁRIA

29 de julho | Sábado

Antiga Estação Ferroviária de Muqui | gratuito

 

_filmes:

 

– Algo do que fica, ficção de Benedito Ferreira (GO)

– As ondas, ficção de Juliano Gomes e Léo Bittencourt (RJ)

– Cheiro de melancia, de Maria Cardozo (PE)

– Vando Vulgo Vedita, ficção de Adréia Pires, Leonardo Mouramateus (CE)

 

Classificação: 16 anos

 

CINEMA + MÚSICA

 

Nesta noite teremos pipoca, comidinhas e música rolando na entrada do Cineclube. Participe!

 

_filme:

– Não me fale sobre recomeços, ficção de Arthur Tuoto (PR)

 

19h30 – Sessão Longa Livre II

21h00 – Música com atração local

22h00 – DJ Shaynara

 

Classificação: 14 anos